quinta-feira, maio 22, 2008

Para ter olhos mais acesos


Imagino que, no bocado que já andei por aí, tenha deixado rastros de mim, vestígios que possibilitariam a qualquer ser humano mais atento seguir-me, por onde quer que eu ande. Imagino sombras espelhando o desenho de um comportamento meu, uma atitude minha, e gosto de pensar que essas sombras servirão de refresco em dias de calor na memória do outro.

Lembrar é uma espécie de brilho que se realiza mediante o resgate de afetos. Lembramos para atualizar o registro de nossas vivências, com um quê de fantasia a ocupar as brechas que o próprio lado falível da memória nos proporciona. Então, lembrar-se também é reinventar-se. E por meio dessa restituição, do que o passado nos devolve, abraçamos o instante com sede por um futuro cada vez mais repleto de memória.


Eu vivo de me lembrar. Não por sofrimento, mas, digamos, para ter os olhos mais acesos.

Marcadores: ,

13 Comentários:

Às 4:18 PM , Blogger Camilinha disse...

Me fizeram errado, então...

... porque sou efetivamente muito esquecida.


beijos daqui...

 
Às 3:59 AM , Blogger L.S. Alves disse...

Deixar rastros visíveis é previlégio para poucos. Creio que após fazer minha passagem nada restará pra indicar que passei por aqui.
Um abraço.

 
Às 5:02 AM , Blogger Guto Melo disse...

Camila, conheço muita gente assim. A maioria dos esquecidos diz que é por desapego. Não há certo ou errado, é de cada um. Eu, por exemplo, me torno esquecido, quando estou mal. A angústia acaba com a minha memória.

 
Às 5:04 AM , Blogger Guto Melo disse...

Cumpadre Alves, não seja tão fatídico. Grande abraço.

 
Às 2:22 PM , Blogger Leila Saads disse...

Também vivo de lembrar, mas não gosto. Gostaria de aprender a viver mais do presente, vivê-lo por completo, sem me prender ao que não volta mais.

Beijos!

 
Às 11:44 AM , Blogger Guto Melo disse...

Leila, acredito que o tempo não se divide em passado, presente e futuro. O tempo é um só.

Beijos de volta.

 
Às 12:32 PM , Blogger Flávio A disse...

olhos mais acesos. desce alguns pra mim também!

 
Às 2:41 PM , Blogger Juliana Caribé disse...

Lembrar é bom. Só não é bom viver de lembranças, apenas.

Beijão, Guto.

 
Às 4:38 PM , Blogger Rafael disse...

Achei fantástico. Simples, mas fantástico.
=]

 
Às 10:29 AM , Blogger douglas D. disse...

memórias
desde que não
baldias.

 
Às 5:55 PM , Blogger andorinha disse...

Lembrar é voltar a acender a vida.

 
Às 1:17 AM , Blogger Lúcia disse...

Mas é que em mim dói tanto não ter mais do que lembranças do que um dia foi tão pleno...
Por que é que as situações e as pessoas são assim, tão voláteis?

Ah, a angústia também acaba com minha memória. Fiquei esquecida por tanto tempo... e sei que vou voltar a ter lapsos nada breves de memória outra vez, e outra...

Beijos

 
Às 4:55 PM , Blogger Noeli disse...

Que coisa!
E a semana passada eu li:
"A Crônica da Akasha é um plano espiritual imaginário que supostamente manteria um registro de todos os eventos, ações, pensamentos e sentimentos que já tenham ocorrido ou que irão ocorrer algum dia. Os teosofistas acreditam que a Akasha é uma "luz astral" que contem registros ocultos que seres espirituais conseguem perceber através de seus "sentidos astrais" e "corpos astrais". Clarividência, percepção espiritual, capacidade profética e muitas outras idéias metafísicas e religiosas se tornam possíveis com a conexão à Akasha."

Uma Linda Semana!

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial