sábado, agosto 11, 2007

A Invenção de um Cansaço

Ai, como cansa
O bloqueio do fluxo
Das vias de apelo
A tensão dos músculos
Crepúsculo do ardor
As rugas do desuso
A dor, a coceira.

Cansa ser britadeira
Não conseguir fingir o mais miúdo desinteresse
Não digerir gordura nem secura
Sacanear a mim mesmo
De mãos dadas
Com a distância que habita em ti.

Cansa sorrir por vício
E iniciar tormentos vazios
Estourar os miolos da chuva
Em busca de um sol e um descanso
Amor manso, menos arisco
Com cheiro de jazzmim.

Alegria posta em xeque
Vigiada, punida
Pela desconfiança e pela doçura cortada
Leque de pequenas mágoas
Traça de uma pele ingênua
Esquema para fugir da verdade.

Cabelos
Grandes cabelos
Sinuosidade e sonho
Filhos que ainda não vieram
Um gozo, outro gozo e outro gozo
E mais vários outros...
Cansa gozar
E ter que te esperar
Sempre.

Marcadores:

10 Comentários:

Às 8:00 PM , Blogger Lidiane disse...

E ter de esperar sempre?
Espero que não, Guto.

Me deu a impressão que o texto varia entre a melancolia e a dor lúbrica. Se é que existe, realmente, dor assim.

 
Às 10:25 AM , Blogger Ro Druhens disse...

é tudo sempre tão bonito por aqui...bjinho

 
Às 11:55 AM , Anonymous Erika disse...

Eu me senti exausta ao final da leitura...

Por que sempre tem que esperar?

Beijos

 
Às 12:44 PM , Blogger Etc e tal disse...

Obrigada pela visita volte sempre........ adoreis eu blog!!!!!!!!


BjOs

 
Às 5:06 AM , Anonymous Edson Marques disse...

.


E, se não for por gozo, todo cansaço é gozado...


Adorei!



Abraços, flores, estrelas..



.

 
Às 5:17 AM , Blogger Guto Melo disse...

Edson, querido! Mataste o lance. Foste direitinho e diretinho no ponto.

 
Às 12:12 PM , Blogger Bia Ferreira disse...

Bem, aespera no meu caso é até bem vinda (gravidíssima). Mas sabe, "Cansa ser britadeira", isso foi genial!!!

 
Às 5:50 PM , Blogger Fernanda Passos disse...

Gozar o gozo, a ausência, a lembrança e a própria saudade.
Não tem gozo que aguente!
rsrs.
Linda a poesia.
;)

 
Às 11:46 AM , Blogger Ed disse...

Por que os melhores títulos, as melhores histórias, poemas, dilemas
partem sempre daí?
Abç,

 
Às 5:39 AM , Blogger Van disse...

Sei de uma coisa que não cansa: Ler-te!
Parabéns pelo blog. É ótimo!
Posso linkar você?

Beijuca

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial