domingo, dezembro 02, 2007

Crescimento


Alvéolo
Pureza miúda
Contingência e surdez
Espiga curvando o milho
Conceito variável do ponto em
Questão que o sujeito desponta a
Confusão assolada gostoso excesso de se refazer
A cada instante na dobra felina corrida verbetérea
Sambando tintas e celebrando américas amarradas ao divã-sol
Cativado no poço da panela tristificando a coisa certa rastejante
Roscas em miríade depostas na grama atravessada em travessuras e sonhos
Rajadas ao vento fungando o vinil do pescoço do dulcíssimo tiranossauro rex.

Marcadores: , ,

8 Comentários:

Às 6:41 AM , Blogger Valerie disse...

você me descreveu.

 
Às 8:46 AM , Blogger Guto Melo disse...

Estou surpreso.

 
Às 3:50 AM , Blogger Lidiane disse...

Guto.
Dizem por aí que olhos de artista vêem detalhes vivos em beleza natimorta. A imensidão da lindeza e da fealdade em partículas de nada expostas ao vento.
No seu texto, eu vejo chave de fenda. Apertando e desapertando você mesmo. Num dizer de compreensão só sua. Pra alcançar, vou precisar subir muitas vezes a escada que seu texto formou. Ainda que ela, visualmente, na minha pobre e parca leitura ocidental me indique uma descida.

 
Às 8:05 AM , Blogger Guto Melo disse...

Lidiane, você e seus olhos. A subida vai do tiranossauro ao alvéolo, da enorme espécie extinta ao pequeno saco de ar. A descida é a seta oposta, presente na mesma escada. E crescimento só se dá com embate, conflito, subindo e descendo essa escada. E nesse embate, deve se ter muito fôlego, se prestar muita atenção aos conceitos que só fazem pesar. Crescer envolve entender miudezas e lidar com monstros; refazer-se e confundir-se; ver que no tempo não há rupturas, mas dobras (como disse Deleuze - e eu as chamei de felinas)... Enfim, tá tudo ali no meio, nos degraus que são cada verso.

 
Às 10:17 AM , Blogger Flavio Vaz disse...

Gostei do "dulcíssimo tiranossauro rex". Brincar com as palavras, dando novos significados a elas é muito bom. Gostei do novo layout do blog. Por coincidência mudei o meu também. Abração.

 
Às 11:15 AM , Blogger Guto Melo disse...

Flávio! Há quanto tempo, rapaz. Prazer em vê-lo por aqui novamente.
Grande abraço.

 
Às 6:10 PM , Blogger Si disse...

Sem palavras... Pleno demais.

 
Às 10:20 PM , Blogger Lucia disse...

Que gostosa brincadeira com palavras e formas!

Sei que ainda faltam alguns dias pro Natal, mas deixei um selo-homenagem de presente pra você na minha página, apareça depois por lá!

Beijos

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial