sexta-feira, outubro 26, 2007

Reles religioso



Caio vejo limpo o chão que uso
saio da semente da memória
alcanço a sola da vicissitude
retorno humilde ao meu nó de paraíso.

E sei que só saber não basta
milhões de cordas abjetas
ternuras esparramadas nas atléticas disfunções
cristalizadas ao dia
verbalizadas (sujas) à sombra da lua.

Um canhão de nostalgias dedo em riste para mim
ele tem bala de segredo meu (tento desconversar)
fujo - sou seguido - fujo - sou seguido
meu joelho, tropecei, feri meu caminhar.

Não há formas de encontrar o prisma exato
eu acho exatidão um poço de certeza ilusória
se o que busco resvala
para ela
resta-me a reza pela chance de nascer um outro.

Marcadores:

13 Comentários:

Às 3:51 PM , Blogger Flavinha disse...

Beleza desconcertante essa das suas construções...

"retorno humilde ao meu nó de paraíso"

Se disser que vc escreve bem, estarei sendo injusta. Lindo. Coisa de quem nasceu com esse talento.

Beijo.

 
Às 6:32 PM , Anonymous Erika disse...

Flavinha disse alí.. eu sempre disse aqui...

O que vc escreve é de babar colorido.

Beijos querido. ótimo final de semana

 
Às 10:31 AM , Blogger Guto Melo disse...

Obrigado meninas!

 
Às 4:36 PM , Anonymous Edson Marques disse...

"a reza pela chance de nascer um outro"...


"canhão de nostalgia"...


Meu aplauso!


Abraços, flores, estrelas!

 
Às 5:52 PM , Blogger FINA FLOR disse...

muito bom!!!

eu diria que é um poço sem fundo..... não exatidão nas coisas, vastidão, talvez.

beijos e boa semana, meu caro

MM.

ps: não sei o que pode estar havendo com os linkes, vou tentar resolver :o)

 
Às 7:42 PM , Blogger Si disse...

"Eu acho exatidão um poço de certeza ilusória...". Lindas palavras.
Você escreve bem pra p...

 
Às 12:39 PM , Blogger Maria Muadié disse...

o pior é que não basta saber...

 
Às 11:09 AM , Anonymous Claudio disse...

Muito bom o texto. Mostra o talento para a escrita e um vocabulário muito vasto.
Abração.

 
Às 12:51 PM , Blogger Fernanda Passos disse...

certezas......mesmo que seja a de elas são ilusórias.
;)


Vc é bom escritor, poeta.
Admiro seu trabalho, embora só conheça o que está no blog.
Bj.

 
Às 1:11 PM , Blogger Ana D disse...

Eu te li e me vi imaginando tanto...Não tive certeza, mas me engrandeceu imaginar tantas interpretações rsrs

 
Às 4:55 PM , Blogger Guto Melo disse...

Oi Fernanda, tem coisa minha nas Revistas Corsário e Malagueta. Links no blog. Bj, GM.

 
Às 7:44 PM , Blogger Nana Flash disse...

Eu sempre me sinto outra depois de ver ou fazer algo bonito :) rezar ou ler um texto desses, por exemplo. kkk
bjs

 
Às 9:34 PM , Blogger Lucia disse...

Quantas e quantas vezes tropeço, ferindo também meu caminhar...
Quantas vezes rezo
e acabo "nascendo" outra,
a eterna fênix.

Adorei moço! Mesmo.
Beijo e boa semana!

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial