sexta-feira, dezembro 14, 2007

Brincando com os provérbios - parte 2

Para quem sabe ler, a vida é mais complicada

Para o bom entendedor nenhuma palavra basta

Há males que vêm para ficar

Há remédio para tudo, menos para a morte e a preguiça

Pensando morreu um sujeito que amava a política

As fezes são as mesmas, mas as moscas não entendem assim

Azar no jogo, sofrimento na vida

Ladrão que rouba ladrão é ladrão também

O que os olhos não vêem, o coração avisa

Quando a esmola é muita, o santo agradece

Marcadores:

7 Comentários:

Às 6:38 PM , Blogger As partes interessadas disse...

oi! vim retribuir a visita e conhecer teu cantinho! seja sempre bem-vindo e volte mais!
abraço!

 
Às 9:06 AM , Blogger Bianca Pyl disse...

Um luxo essas escritas aqui!
Abraço.

 
Às 10:34 AM , Blogger Valerie disse...

segundo o meu pai: 'briga de marido e mulher, nem o marido mete a colher... deixa a mulher brigando sozinha e sai de fininho' rsrsrs.

 
Às 11:15 AM , Blogger Rogério Felício disse...

rssssss...muito bom!!!

 
Às 1:23 PM , Blogger foryou disse...

Gostei mesmo! :) 1º porque nunca me lembraria de virar do avesso os provérbios, 2º pq saiu perfeito :)

 
Às 10:35 AM , Blogger Flavio Vaz disse...

Tenho uns três livros de provérbios, e vejo que nem sempre os provérbios estão certos, talvez fiquem mais certos quando mudamos o final dele. Abração.

 
Às 1:58 AM , Blogger L.S. Alves disse...

Muito bom!
Adorei os novos provérbios.
Um abraço.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial