sexta-feira, fevereiro 23, 2007

O Dia em Que a Ciência me Converteu ao Cristianismo

Cientistas estão desenvolvendo um supercomputador na Suíça para simular um cérebro artificial. O Blue Brain, como está sendo chamado, tem estrutura parecida com a do computador mais rápido do mundo: o Blue Gene, da IBM. Os pesquisadores acreditam que terão uma importante ferramenta para realizar novas descobertas sobre as origens da consciência humana.

O hardware inédito tem cerca de 10 mil chips que atuam como neurônios. Para que a simulação fosse possível, os brilhantes pesquisadores esmiuçaram parte do córtex cerebral, bem como a estrutura ramificada semelhante às sinapses. Tudo devidamente reproduzido no Blue Brain.

Segundo os cientistas, apesar do grande progresso na pesquisa sobre o cérebro ao longo dos anos, perguntas importantíssimas permanecem sem respostas. Por exemplo: como a consciência se desenvolve dentro das células? Ou ainda: como é acesa uma centelha de intelecto a partir da interação entre genes e proteínas? O Blue Brain seria o equipamento mais fodão desenvolvido até hoje para investigar estes e outros mistérios.

Acontece que o cérebro simulado foi o de roedores. Logo, o Blue Brain é um puta cabeção de rato eletrônico. Daí virá a luz para os nossos caminhos. Ai Jesus, a partir de agora eu acredito em salvação!

Marcadores:

17 Comentários:

Às 4:37 PM , Anonymous lucordeiro disse...

Ei, Guto, interessante esse trabalho com o córtex do rato e a criação de um computador que simula as transmissões sinápticas dessa área. Agora, o que eu quero ver é uma máquina qualquer simular o que se passa sob o córtex, nas áreas onde ocorrem as emoções. Duvido que qualquer cientista consiga reduzir às sinápses e depois reproduzir em ships os sentimentos, por mais básicos que sejam. Medo, raiva, ansiedade tb ocorrem nos ratos, e são provocados por fatores externos, liberando substâncias que os determinam. Ships liberariam substância neuroquímica? Teriam medo, por exemplo? DUVIDO!!! No que se prende à parte física das emoções a ciência não avançou nadinha, nunca. Continua um mistério fascinante. Somente sobre a agressividade se sabe alguma coisa, como o sítio responsável por ela.
Sou antireligiosa, mas acho o cientificismo uma droga tb.
Outra coisa: o ´meu teatro interativo está virando um consultório psicológico com direito a psicoterapia de grupo... rss. E vc embarcou na do Guto Leite, e ele embarcou na sua...rss. Só quero ver aonde isto vai dar! Só espero que não me transformem numa algoz do PM. Sou apenas alguém que adora escrever, pega fragmentos da realidade, mistura com ficções possíveis, e faz um post pra provocar os amigos. Adoro debates sobre assuntos polêmicos. E vc vai fundo; legal isso!

 
Às 5:01 PM , Blogger Guto Melo disse...

Pois é, a brincadeirinha está gostosa.

 
Às 8:43 PM , Anonymous ordisi disse...

A ciência é honesta. Abrs.

 
Às 3:04 AM , Blogger Tuka disse...

Olha que diante desses argumentos até eu vou começar a acreditar - rs...


Beijos!

 
Às 4:23 AM , Blogger Suzana disse...

Mas que surpresa. Eis que venho retribuir a visita e descubro que moramos no mesmo planeta. Bem capaz mesmo de ser você aquele que me espia da janela. Agora entendo.
Beijo da Su

 
Às 7:40 AM , Anonymous Erika disse...

Pois é.. e eu fico pensando naqueles filmes de ficção científica em que um 'cerébro de rato' domina o mundo.. e bastava desligar um fusível apenas, e levam quase 3 horas de filme para ter esta idéia maravilhosa.. e aí eu pergunto.. quem é o 'cérebro de rato', afinal? rsrs

Beijo

 
Às 8:50 AM , Anonymous Patrícia disse...

Eu nunca menosprezei o cérebro dos ratos, porque já vi de cada coisa a nível de neurônios em péssimo funcionamento dentro de cérebros humanos que, sinceramente, agora posso mesmo crer na salvação, Guto.

 
Às 10:29 AM , Anonymous Micha disse...

caramba...nem sabia da existência do blue gene, quem diria do blue brain..mto interessante.

beijossssssssss

 
Às 3:36 AM , Anonymous Simone disse...

Como era o nome daquele ratinho megalomaníaco assessorado por um rato magro (e bobo) chamado Pink? Boa semana!

 
Às 3:48 AM , Blogger Guto Melo disse...

Pois é, justamente: o Cérebro

 
Às 4:06 AM , Blogger V.B. disse...

Eu não sou muito amiga da ciência. Não gosto muito de quem me diz como a chuva cai ou porque o céu é azul, quem vive querendo saber como funciona coisas que já existem. Gosto mais de quem sabe fazer sonhar, sem precisar compreender como o sonho acontece. A ciência é interessante, preciso admitir, mas deixa tudo tão quadrado!

 
Às 5:45 AM , Blogger Guto Melo disse...

Os sonhos são muito mais aconchegantes

 
Às 11:29 AM , Anonymous Claudio disse...

Eu sou Analista de Sistemas. Trabalho com informática há tempos...
Porém, confesso que estes avanços, muitas vezes me assusta.
Não sei se o homem tem pudor, ética, ou o que mais seja necessário, para lidar com este poderio.

 
Às 11:47 AM , Blogger Flavio Vaz disse...

Apesar de ser espiritualista, acho que são importantes os avanços da ciência para um melhor entendimento do mundo em que vivemos, mas ao mesmo tempo, creio que sua visão é limitada. Por mais que os cientistas alcancem novas descobertas, eles nunca vão ter explicação pra absolutamente tudo que está ao nosso redor, até porque o homem lá de cima vai dar um jeito de não permitir que isso aconteça, hehe. Abração.

 
Às 4:27 AM , Blogger Let disse...

A Lu cordeiro falou tudo!!
Quero ver o blue brain começar a sentir inveja de outros hardwares...

 
Às 6:58 AM , Blogger Jane Malaquias disse...

Eu só queria saber como salvar este arquivo que chamam alma e tranformar ele num vírus sideral alimentado por estrelas.

 
Às 9:33 AM , Blogger Jana disse...

Sabe que eu irrita, entendo que pode trazer muitoas avanços e tal, mas po, pega essa grana e vão investir na pobreza, em milhoes de crianças que não tem o que comer...

Sim, atrazada respondo, o infinito é um oito deitado (tava de ferias, to atulizandos os coments agora)

beijos

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial