sexta-feira, maio 25, 2007

Papa-mosca

O amor tem dentes. Por onde passam correntes, como se a boca do amor fosse o eixo de uma grande embarcação. Boca de hálito impuro, aragem das descobertas. As linhas da língua revelam os traçados mais insanos, as volúpias mais queridas. No céu há toda uma galáxia de curas, que explode e brilha por trás do arco-da-aliança que risca a gengiva. O arco tem cores nunca experimentadas; cores que cantam blues e assopram canivetes de isopor.

A boca do amor é gigante. Masca por séculos as criaturas que se entregam. Engole sem o menor esforço as sobras que o próprio amor provoca. Os lábios oferecem a lascívia do tempo e da carne. E basta um beijo para deformar ou refazer o juízo. O beijo da boca do amor é um ponto de interrogação do tamanho das dúvidas que o coração bombeia. E o coração em dúvida é do tamanho de uma mosca.

Marcadores: ,

19 Comentários:

Às 8:20 PM , Anonymous van disse...

Muito bom o seu texto.Uma prosa poetica de paixao.Um equibrio entre o romantico,erotico.Equilibrio de pouso e repouso dessas forças.Tambem escrevo poesia erotica com inspiraçao mitologica.Sobretudo dos gregos.Eles disseram muito e tudo da alma humana e suas varias faces e emoçoes.

 
Às 6:50 AM , Blogger Jac C. disse...

A boca do amor é gigante. Masca por séculos as criaturas que se entregam.

Que texto forte... intenso... com comparações perfeitas.
Foi vc quem escreveu?
Admirável.
Vim te conhecer e agradecer por sua visita lá no "ASAS"... vou descendo a página.
.
.
.

 
Às 7:21 AM , Anonymous Erika disse...

Ai, até dói o coração de pensar aquela boca enorme mastigando ele...

Por isso que eu deixo minha mosquinha longe de plantas carnívoras.

Beijos

 
Às 8:08 AM , Blogger Guto Melo disse...

Sim Jac. Este texto e todos os que estão no blog são de minha autoria. Quando faço alguma citação, coloco os devidos créditos.

 
Às 3:14 PM , Blogger Lari Nakao disse...

Lindo texto...ótimas metáforas!

 
Às 6:36 PM , Blogger Paula Negrão disse...

Booooa essa comparação!
Muito bom, gostei!


beijos

 
Às 8:38 PM , Blogger Ana Luíza Catabriga disse...

O texto ta legal
gostei!
Uso de metaforas realmente impressiona...Ate breve.

 
Às 6:40 PM , Blogger Duda Bandit disse...

adoro essas interrogações reticentes...

 
Às 8:16 AM , Blogger Bárbara P. disse...

A boca do amor é insaciável... E nos jogamos nela como seres em estado de transe. Da boca do amor sopram palavras hipnóticas.

E... Abaixo o detefon!

 
Às 9:54 AM , Blogger Suzi disse...

Nem sei quando as coisas são grandes ou pequenas... Mas há coisas minúsculas que são grandiosas. E essas, se se tem amor, é fácil reconhecer.

Um beijo de boa tarde!

 
Às 11:40 AM , Anonymous Claudio disse...

Muito bom o texto. Suas metáforas são sensacionais.
Adorei.

 
Às 2:05 PM , Blogger Aquarela disse...

O eixo move a embarcação na velocidade e rumo desejado. Há comando nas mãos de quem conduz.

 
Às 4:11 AM , Blogger €aµ disse...

Sabe...
Embora as metáforas (que são seu forte) estejam ótimas, o que mais me impressionou foi a aridez desses seu texto.
Coisas de um coração "do tamanho de uma mosca" que não sabe se continua se debatendo pra fugir da grande boca do amor, ou se simplesmente se deixa sugar e encontrar no fim o que tanto quer...

Hoje o Beijo é de mercúrio...

 
Às 8:59 AM , Blogger Lidiane disse...

E tem gente, Guto, que tem boca feita pra amar.
Lasciva e deliciosamente.

 
Às 9:25 AM , Blogger Jane Malaquias disse...

Um coração mosquinha deve ter dúvidas pequeninas.O que o coração injeta na boca é sangue ou ar?
As metáforas estão arepiantes!

 
Às 6:51 PM , Blogger *Clara* disse...

Minha boca tá fechada... se é que me entende!

beijão.

 
Às 3:37 AM , Blogger Girassol disse...

Um daqueles textos ásperos que nos arranham a pele e deixam um misto de espanto e dor.
Metáforas intensas numa descrição genial do amor.
Adorei cada palavra.

Beijos.

 
Às 7:13 PM , Anonymous lucordeiro disse...

Que texto carnívoro!Dá dor. Mas suas metáforas são brilhantes, apesar de dolorosas. Mas talvez doam pq traduzem muita verdade escondida no íntimo de cada um de nós. Como é difícil admitir!

 
Às 3:12 AM , Blogger L.S. Alves disse...

O amor é um gigante voraz que se alimenta da alma dos seres humanos.
.
Um abraço.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial