quarta-feira, janeiro 17, 2007

Um Tiro na Impostura


Paulo Coelho é o novo colunista do G1, site de notícias do Globo.com. Em sua primeira coluna, intitulada Brevíssima História da Medicina, o escritor e membro da Academia Brasileira de Letras faz reflexões sobre a cura ao longo dos tempos, conforme anuncia a chamada. Abaixo o texto:

“500 D.C. – Venha até aqui, e coma esta raiz.

1.000 D.C. – Esta raiz é coisa de ateu, faça esta oração ao Deus que está no céu.

1.792 D.C. – O Deus não está no céu, quem reina é a razão. Venha até aqui, e beba esta poção.

1.917 D.C – Esta poção é para enganar o oprimido, sugiro que você tome este comprimido.

1.960 D.C. – Este comprimido é antigo e exótico. Chegou o momento de tomar antibiótico.

1.998 D.C. – Antibiótico te deixa fraco e infeliz. Eis um novo tratamento: coma esta raiz.”

Acontece que esse texto não é de Paulo Coelho. Ao que tudo indica é de autor desconhecido e andou circulando por e-mail. Causa indignação ver um escritor tão badalado e, hoje, tão representativo de nossa literatura, fazer um Ctrl C + Ctrl V e se passar por filósofo de um modo tão deslavado. Aliás, signos vazios parecem ser o material mais apropriado para os editores espertos que estão nos veículos de grande porte. Afinal, quanto impacto, explosão e caricatura tem no embuste o seu campo de cereais. E como vende a impostura.

E vende porque a aparência de felicidade deve ser a todo tempo. E porque muitos caminham com o combustível da preguiça. Felicidade é ser sábio. Mas sabedoria dá trabalho. Nada que livros de auto-ajuda, um kit de frases de efeito, arquivos ppt e uma memória razoável não resolvam. A comida já vem prontinha. Gravar a gororoba não é tão difícil.

O Gerald Thomas, na ocasião em que estava exibindo Ventriloquist no Rio, foi provocado em uma entrevista. A peça tem um personagem impostor e o repórter perguntou se ele, Thomas, se considerava um. Ele disse que sim, que dentro de um sistema de impostores não-assumidos, a única dignidade seria se assumir um impostor. Muso-franco esse Thomas, hein? Carioquino, bem diferente do PC Farinha.

Voltando à coluna de Coelho. Impostores assumidos pintaram seus comentários: o internauta Raul Seixas dizia “Sou eu mesmo...” Outros faziam seus gracejos, chamavam o PC de “Marte da literatura brasileira”. Houve ainda quem completasse o texto: 2007 D.C – arrancar raiz machuca o pé e dá bolhas, que tal fumarmos estas folhas (ou algo do tipo). Só mesmo o humor para me fazer esquecer a idéia de dar um tiro na impostura.

Seguem aqui alguns links onde é possível encontrar o tal texto, originalmente sob o título Breve História da Medicina. Paulo Coelho teria então contribuído com um retoque superlativo.

Os links
http://www.ervax.com.br/
http://putadevida.weblog.com.pt/arquivo/2005/03/breve_historia
http://www.esalq.usp.br/siesalq/pm/uncaria_tomentosa.pdf - página 17
http://br.groups.yahoo.com/group/pnlbr/messages/8201?viscount=100

Marcadores: ,

11 Comentários:

Às 6:03 AM , Blogger sara lee disse...

oxi mas tu escreve hein guri?
putaquepariu
já o paulo
hj em dia o que me conforta é que ele vai morrer.

 
Às 7:06 AM , Blogger Guto Melo disse...

Quase compulsivamente.

 
Às 7:49 AM , Blogger Trelles disse...

Paulo Coelho, Antonio Nóbrega e Ariano Suassuna
Todos eles bebem da "tradição oral"
e se merecem tanto.

 
Às 2:35 PM , Anonymous Marina Vieira disse...

adoro os carrascos de impostores! parabéns pelo blog!

 
Às 4:42 PM , Blogger Leila Silva disse...

Olá, obrigada por sua visita e por acrescentar ao conceito de liberdade.
abraços
Leila

 
Às 5:09 PM , Blogger Tina disse...

Oi Guto!

Obrigada pela visita. Temos gostos em comum. Voltarei.

PS: O hotel continua 5 estrelas. Só tudo isso. Mas se quiser, a gente dá 6, 7, 9...

beijos,

 
Às 5:14 AM , Blogger Jana disse...

Tu sabe que minha relaçao com o Paulo Coelho é meio ambigua, oras eu amo, oras eu o odeio...

Querido, aquilo de odio (ponto final) amor (reticiencias, achei mais que perfeito!

Beijos

 
Às 3:25 PM , Anonymous Anônimo disse...

Menino, eu acho que não entendi teu comment... hahahaha Como assim "no sentido do necessário"??

bjs,

 
Às 5:19 PM , Blogger Vinicius disse...

Paulo Coelho e sua "literatura" fedem.
Nem ganhar dinheiro o cara sabe, aposto que se mandasse seus livros para fazerem uma revisão gramatical venderia bem mais.

 
Às 3:24 AM , Blogger Aquarela disse...

Guto, brigadim!

 
Às 4:03 PM , Blogger Let disse...

é.. já conhecia o texto, mas nunca tinha ouvido falar que era dele. Vou passar a saber.

Qto ao "d.C.", talvez não foi ele que digitou!! rs

Nunca li Paulo Coelho, tenho até curiosidade... e tb penso que devemos conhecer para depois falar mal. Mas a idéia que ele passa é de maquiagem mesmo.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial